Um dia em Londres – Parte 1

Aqui começo a contar a minha saga! Como já falei no post anterior, passei um dia em Londres como “brinde” da minha viagem ao Japão. O engraçado é que só depois de decidir fazer stop-over em Londres é que eu parei pra pensar: “Legal! E o que tem pra ver em Londres?” XD Eu só conseguia lembrar do Big Ben e do Palácio de Buckingham! Então começou a minha pesquisa sobre os pontos turísticos de Londres para montar o meu itinerário. Nem precisou procurar muito, pois tudo o que você pode querer sobre turismo em Londres você encontra no site MapadeLondres.org. Lá tem alguns modelos de itinerário de 1, 3, 5 dias… Eu peguei o modelo de 1 dia e modifiquei várias coisas segundo o que eu queria ou não ver. Era muita coisa, e eu tentei ao máximo seguir a “agenda” pra não perder nada, mas no fim das contas (seja por ter me perdido ou mudado de ideia XD) eu acabei improvisando bastante.

“Mapinha” do metrô de Londres
Cheguei em Londres às 7:20 da manhã do dia 17 de outubro, uma segunda-feira. Fui de metrô até o albergue deixar minhas tralhas para começar o meu itinerário. Pra quem não sabe, Londres é dividida em Zonas, começando da Zona 1 no meio até a Zona 6, sempre indo mais pra “fora” (ver foto). O Aeroporto de Heathrow fica na Zona 6 por exemplo, e todos os pontos turísticos mais importantes ficam na Zona 1. O albergue em que eu fiquei foi o Journeys London Bridge, reservei pelo Booking que é um site onde você pode fazer reservas sem pagar nada e o cancelamento é grátis (se for feito 1 ou 2 duas antes da data que foi reservada). Ele fica na Zona 2, pertinho da Estação Kennington, e de lá eu comprei um ticket One-day Travel cobrindo as Zonas 1 e 2 por 5 libras (dica: depois das 9:30 fica mais barato, antes disso é “Horário de Pico”).
Meu itinerário começou no Museu de História Natural, perto da estação de metrô South Kensington. Me disseram que eu não podia deixar de visitá-lo e eu não me arrependi! Vale a pena só pela arquitetura, tanto externa quanto interna, que é extraordinária.
Lá você vai ver todo tipo de fósseis, esqueletos, réplicas em tamanho real de animais já extintos (Tem o Dodô!), o imenso e inacreditável corte do tronco de uma sequóia, e muito mais! Também tem várias lojinhas de lembrancinhas pelo museu. O chato era a multidão de criancinhas em excursão, mas talvez eu tenha dado azar. Você pode fazer uma “tour virtual” pelo museu Clicando Aqui.
Continuando na onda dos museus, eu não podia deixar de visitar o Victoria & Albert Museum, ali do ladinho. Esse é um museu de Design e tem itens de várias partes do mundo e de várias épocas. A entrada do museu é linda, pena que estava em obra, com várias máquinas e tal. A cidade toda estava assim aliás, por causa das Olimpíadas 2012.
Em seguida foi a vez de alugar a primeira bicicleta do dia. O Cicle Hire de Londres é uma mão na roda (tudumpa), e eu AMEI! Andar de bicicleta pelo Hyde Park foi uma das melhores coisas do itinerário. No meu mapinha eu marquei os pontos de bicicletas e usei algumas vezes ao longo do dia.
O sistema é o seguinte: você passa seu cartão de crédito em uma maquininha e paga 1 libra por 24h de uso. Você não paga nada a mais se ficar com a bike por no máximo 30 minutos, a partir daí vai descontando no seu cartão de crédito. Mas sabendo os Hire Points (que são MUITOS! Vê só clicando aqui) é só ir de um ao outro e trocar de bike. O único problema é que você tem que esperar 5 minutos para retirar outra quando encaixa uma na base, mas fazendo assim você paga só a 1 libra inicial e usa à vontade.
Enfim, continuando… Atravessei o Hyde Park de bicicleta em direção ao Marble Arch. Ou ao menos o plano era esse, chegar lá e comer alguma coisa, mas eu me perdi um pouco no parque, que é tão imenso quanto lindo.
Acabei saindo perto do Green Park e já estava morrendo de fome… Acabei decidindo ir logo ao Palácio de Buckingham que estava perto e depois ver o que eu ia comer.
Não sei se foi a fome, ou o tempo nublado, ou o chafariz envolto em obras, mas que decepção! Minha primeira impressão ao olhar pro palácio foi “Sério que ISSO é o Palácio de Buckingham?”. De qualquer forma tirei fotos e ainda consegui ver o London Eye ao longe, de um certo ângulo, o que renovou o meu ânimo. Mas a empolgação só voltou mesmo quando eu continuei andando e avistei pela primeira vez o Big Ben! Tem um videozinho aí embaixo.  (Mais fotos na Página do Facebook)
Anúncios

5 comentários em “Um dia em Londres – Parte 1

  1. Oie, vou pra Paris em Agosto. Vendo seu relato, fiquei com vontade de fazer um bate e volta pela Eurostar. Pelo jeito consiguirei ver bastante coisa em um dia. Abraços. Obrigado pelas dicas.

  2. Adorei seu relato , que aventura, eu vou para o japao em janeiro, ainda nao tirei o visto, estou vendo informações que me ajudem, irei por Londres por que nao e necessário visto, estava com medo pois chegarei pela manha e irei ao japao a noite, acho que farei um passeio, depois do seu relato vou me programar para dar uma volta. Obrigada pela a dica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s