Japão sem preocupações: Pacotes da Gema Turismo

Na maioria das minhas viagens eu costumo organizar tudo sozinha: passagem, translados, hotel/albergue (ou Couchsurfing), planejamento de roteiro, descobrir os “musts” da cidade, etc…

Mas isso tem seus prós e contras. Em geral eu me divirto fazendo isso, apesar de dar bastante trabalho, mas às vezes eu acabo perdendo um detalhe ou outro, ou deixando de visitar lugares que não sabia ou que não consegui encaixar no itinerário. No fim das contas, para certos tipos de grupos, como famílias, adolescentes ou mesmo para quem não curte viajar sozinho, é realmente uma vantagem se juntar a uma excursão ou fechar um pacote.

Lá no FAQ Japão já me perguntaram algumas vezes sobre dicas de Pacotes para o Japão, então achei justo fazer um post completinho sobre os Pacotes da Gema Turismo, que é uma agência confiável e com quase 30 anos de experiência em viagens Brasil-Japão.

Leia mais sobre eles a seguir: Continuar lendo

10 coisas para fazer em Shibuya

Há algum tempo eu salvei várias ilustrações fofas do blog Japan Lover. Cada uma delas tem indicações do que fazer em vários bairros diferentes do Japão.

Como o FAQ Japão tem feito bastante sucesso, pensei em complementá-lo usando essas imagens como base e dando informações a mais. Vou fazer um post para cada bairro, começando com… SHIBUYA! Continuar lendo

Relatos do Japão – Por Ricardo Martins (Parte 4)

(Parte 1Parte 2Parte 3)

Pulando alguns reports, achei interessante postar esse primeiro que fala do jogo do Japão x Costa do Marfim ontem, que o Ricardo assistiu em um bar presenciando em primeira mão a reação dos japonese. Enjoy!

=====================

“Deve ser o último report que eu vou fazer do Japão.
A viagem foi muito legal e a gente vai sentir muita falta de muitas coisas, como os preços pra comprar comida e a facilidade de encontrar tudo pra comprar quando você precisa, lojas de 100 ienes, jidouhanbaikis e konbinis. Continuar lendo

Relatos do Japão – Por Ricardo Martins (Parte 3)

(Parte 1Parte 2)

Mais dois reports dos relatos de Ricardo Mochileiro no Japão. Nesta parte, mais um pouco de Tokyo e Nagoya. Enjoy!

01/06/2014

“Report mais pra falar que eu to vivo. (?)

Esses dias a gente foi em Shibuya e ficamos malucos com as muitas lojas de roupas e grifes do mundo inteiro. Tinha uma Tower Records fodona e ela tem cheiro de Saraiva. É como se você entrasse numa Saraiva, mas com muito CD japonês, óbvio. O MUCC estava em destaque na loja, assim como o (caríssimo) Never Sold Out 2 do LUNA SEA e mais uns artistas pops de sempre daqui. Bem legal entrar numa loja e ver essas coisas. Só tinha o Bluray novo do coldrain e eu não quis comprar por não ter como ler. Tava procurando o de 10 anos de SiM, quero muito ir em outro show deles! Muito bom porque marcou tanto a gente que eu to com a boca machucada ainda das porradas de lá. xD

akihabara station Continuar lendo

Relatos do Japão – Por Ricardo Martins (Parte 2)

(Parte 1 aqui)

“Hoje foi o dia de ir pra Harajuku e Shibuya. A gente andou bastante por lá e o mais legal foi que fomos na Sex Pot Revenge, H. NAOTO, Closet Child e a loja mais foda de todas: a YELLOW HOUSE! Você gosta de Visual Kei e não sabe o que é Yellow House né? Pode admitir que não sabe nem o que é, não tem problema. Vou comentar outra coisa até vocês googlearem aí. Eu e o Felipe hoje ficamos andando com blusas de banda. Eu com a do LUNA SEA e ele com a do SiM. Engraçado que uma japa gorda me parou na loja de 100 ienes, apontou para a minha pulseira, mostrou a dela e falou: “IT’S THE SAME!” Aí eu até ia puxar assunto com ela, mas ela saiu correndo de vergonha. Japoneses… Aliás, o SiM tá ficando bem popular por aqui.

Continuar lendo

Relatos do Japão – Por Ricardo Martins (Parte 1)

Que saudades do Japão! Agora que tem dois amigos meus por lá, ver as fotos e postagens deles no Facebook tem me dado cada vez mais vontade de voltar.

Um deles, o Ricardo, perguntou se eu não queria postar os relatos dele aqui no blog, e eu pensei “por que não?” – afinal, no Facebook um dia eles serão escondidos por milhares de outras postagens. Então, nos próximos posts teremos a presença ilustre de Ricardo Mochileiro (?) !!! Espero que curtam, especialmente aqueles que querem ir ao Japão por serem fãs de Visual Kei e J-rock em geral. Este primeiro post é do dia do show de 25 anos do Luna Sea, motivo principal pelo qual o Ricardo foi ao Japão. Lá vai…

Continuar lendo

Comendo pelo mundo: Tokyo Bananas

Sair do Brasil até Tokyo e comprar bananas? Ok, pode parecer uma ideia meio louca, mas ESSAS bananas valem a pena!

As Tokyo Bananas são um souvenir comum de comprar pros parentes e amigos quando se visita Tokyo, até mesmo pelos próprios japoneses que moram em outras cidades.

tokyo banana tradicional

Essa da foto acima é a tradicional, feita com pão de ló (sponge cake) e um recheio cremoso de banana, mas tem vários sabores. Além de deliciosas, elas são extremamente FOFAS! De primeira dá até pena de comer, mas depois da primeira mordida fica difícil comer uma só! Continuar lendo

Tokyo Five Days: 5º (e último) dia

(Veja aqui: 1º dia – 2º dia – 3º dia – 4º dia)

Fiquei triste por não ter ido a Kyoto, mas no fim das contas valeu muito a pena ter ficado mais um dia em Tokyo.

O roteiro começou em Asakusa, um dos bairros mais tradicionais de Tokyo, onde se encontra o famoso (e explêndido) templo Sensoji (e também o grande aipim dourado!). Primeiro, andamos em uma espécie de mini-carruagem que é puxada por um guia. O preço é salgadinho, mas vale a pena ouvir as curiosidades que ele conta sobre o bairro (com um pouquinho de esforço, o sotaque do inglês dele era bem puxado). Continuar lendo

Tokyo Five Days: 4º dia

(Parte 1Parte 2Parte 3)

Era o penúltimo dia e eu não agüentava de tanto cansaço. Não sei se foi só o jetlag ou se a rotina frenética ajudou, mas eu só sabia que PRECISAVA dormir. Então dormi a manhã inteira de sábado enquanto o Banshee jogava vídeo-game. Depois saímos e fomos direto almoçar, dessa vez em um restaurante de comida indiana, com a desculpa de que é difícil de encontrar no Rio (além de ser caro). Continuar lendo

Tokyo Five Days: 3º dia

(Primeira Parte – Segunda Parte)

Finalmente, o grande dia! A primeira parada do dia foi o local do show, no Saitama Super Arena. As filas para comprar goodies de banda costumam ser enormes, então a idéia era encará-la primeiro, depois ir passear e voltar na hora do show (como tínhamos lugar marcado, não era preciso filas para entrar na Arena).  Continuar lendo