Foz do Iguaçu: o que fazer em um roteiro de 4 dias

Gente, o que foram esses 4 dias no paraíso? Até agora eu lembro e não acredito que foi real!

Acho que todo brasileiro deveria visitar Foz do Iguaçu pelo menos uma vez na vida. Não só as Cataratas, mas também as trocentas outras atrações que essa cidade rica em turismo pode oferecer. E ainda mais que isso, Foz é um lugar em que você se sente praticamente em 3 países ao mesmo tempo: Brasil, Argentina e Paraguai!

Vocês sabem que eu sempre faço itinerários e agendas malucas para aproveitar as viagens ao máximo. O meu roteiro de 4 dias em Foz teve tudo o que tem direito, planejadinho e assessorado pelas fofas da agência Combo Iguassu.

Estou preparando para vocês uma série de posts explicadinhos com tudo sobre o que fazer em Foz do Iguaçu, onde se hospedar, onde comer e a melhor forma de visitar os pontos turísticos tanto da cidade de Foz como além das fronteiras brasileiras. Mas primeiro, aí vai o resumo do que foi essa viagem maravilhosa:

Dia 1

Parque das Aves

Uma das primeiras coisas que eu percebi em Foz é que a maioria das pessoas (incluindo eu) só ouvem falar das Cataratas, e não tem ideia do mundo de opções de passeios que a cidade pode oferecer.

Minha primeira parada foi no Parque das Aves, que eu nunca nem tinha ouvido falar até então. O parque fica bem pertinho da entrada das Cataratas brasileiras, então os dois passeios são perfeitos para se fazer no mesmo dia. Continuar lendo

Instagramando em Foz do Iguaçu

Oi, pessoal!!

Quem acompanha o Facebook e o Instagram da Maria Mochileira já deve ter visto uma pitadinha do que foram os 4 dias INCRÍVEIS que eu passei em Foz do Iguaçu!! Ai ai, dá até saudade de lembrar…

Estou preparando uma série de posts bem completa de toda a viagem, atrações, tudo sobre os passeios, sobre as passadinhas na Argentina e no Paraguai, muita coisa!! Então fiquem de olho. 😉

Pra dar um gostinho, aí vai o que rolou no Insta durante a viagem:

Continuar lendo

Carnaval 2017: Planejando seu Itinerário de Blocos de Rua

“Em fevereeeiro – EM FEVEREIROOO – tem Carnaval – TEM CARNAVAAAL….” 

Eu não sei você, mas esse pensamento me motiva ao longo do ano, naqueles momentos em que bate uma bad mas você lembra que ano que vem tem Carnaval! Pois 2017 chegou e o Carnaval já está aí na porta. ENTÃO VAMOS PULAR BLOCO, GALERA!!

Os ensaios dos blocos (e das escolas de samba) já começaram desde janeiro, no último fim de semana a cidade já começou a ferver e no próximo já vai estar explodindo!

carna-1

O melhor do Brasil (e do Carnaval) é o brasileiro!

Continuar lendo

A Floresta da Tijuca e Os Esquilos

Nem sei quantas vezes já me disseram que a Floresta da Tijuca era linda.

Sempre guardei uma nota mental (dessas que a gente geralmente deixa pra lá) de que visitaria a floresta um dia. Mas para ser sincera acho que no fim das contas nunca teria ido se não fosse pela matéria que puxei este período. Vai ser um projeto gráfico com a Floresta da Tijuca como tema, então eu aproveitei a boa desculpa para ir visitá-la de uma vez por todas. Bem, a primeira vez, ao menos, já que eu provavelmente vou ter que voltar lá algumas vezes ainda.

Estrada da floresta

Floresta Continuar lendo

Comendo pelo mundo: Bottagallo

Quando decidimos passar o Carnaval em São paulo, eu e a Alana já tínhamos decidido que iriamos COMER MUITO!

Por isso, bem antes da viagem, eu procurei em blogs e sites de turismo várias recomendações de restaurantes. Me interessei por uma churrascaria texana, onde tentamos ir com o pai e a avó da Alana (que moram em São Paulo). Mas a tal churrascaria estava fechada (nunca dá pra prever essas coisas no Carnaval), e nós resolvemos parar em um restaurante cuja fachada nos chamou a atenção: o Bottagallo.

Entrada e interior

Continuar lendo

Liberdade: um pedacinho de Japão no Brasil

Eu já tinha ido à Liberdade duas vezes. Na primeira, para o show do Miyavi em 2008, eu tinha 17 anos e pouco dinheiro, mal vi o bairro e comi um yakisoba horroroso. Na segunda vez foi só uma passadinha rápida, a caminho do show no Kagrra, no Anime Friends 2009. Mas depois de ter ido ao Japão de verdade em 2011, o gostinho de quero mais foi ficando cada vez mas forte. Como voltar à Tóquio é um pouquinho mais complicado, decidi voltar à Liba para aproveitar direito, e matar um pouquinho a saudade do Japão.

O que tem de bom na Liberdade? Tudo! Principalmente se você curte a cultura japonesa (apesar de China e Coréia também serem presenças fortes no bairro). Aí vai uma listinha básica do que você encontra por lá:

Continuar lendo

Comendo pelo mundo: JOJO

Quando eu fui a Salvador no ano passado, estava planejando visitar a sede do Projeto Tamar, na Praia do Forte. Mas devido ao destino (ou à “maldição Kyoto“) e ao GPS que nos trollou, eu e a Virgínia acabamos parando em Lauro de Freitas. Nem a gente entende muito bem como isso aconteceu, porque um lugar não tem nada a ver com o outro! Mas vale a dica: nunca confiem inteiramente em GPS!

Quando finalmente percebemos que estávamos completamente fora da rota e morrendo de fome, nos deparamos com o JOJO, restaurante de culinária oriental que salvou o nosso dia. Continuar lendo

Swingueira da Bahia: Uma paradinha-dinha-dinha em Salvador

Em dezembro do ano passado eu passei por uma crise de abstinência de viajar. Costumo chamar de “pé coçando”, é muito ruim… e o fato de eu assinar uma revista de viagens não ajuda muito. Decidi procurar passagens de avião baratas para ALGUM LUGAR, até encontrar uma bagatela de R$ 195 ida e volta em março pra Salvador pela TAM, a desculpa que eu precisava para fazer uma visita à linda da Virgínia, carioca que mora lá há uns poucos anos. Fiquei um fim de semana no apartamento super descolado da V-chan (apelido das antigas!), que fez torta de maracujá com chocolate para me receber! Amor demais. ❤

Continuar lendo

Comendo pelo mundo: CAFÉ & COGNAC

Uma casa rosa, mesas e cadeiras retrô, sofá com estampa de oncinha, almofadas vermelhas, luz baixa, pôsteres europeus, espelhos com grandes molduras, uma Iyemanjá pendurada no teto… Tudo isso e mais compõem a decoração inusitada do CAFÉ & COGNAC, bistrô cult localizado (por incrível que pareça!) em Salvador.


Continuar lendo