Seguro Viagem: Como agir na hora do sufoco

A gente nunca espera que o pior aconteça. E, bem, na maioria das vezes não acontece, mas é bom estar prevenido.

Esta é a incrível cof cof história de como eu acabei fazendo “Turismo hospitalar” na Espanha. Durante o planejamento da viagem, eu nem estava considerando contratar um Seguro Viagem. Eu pensei “Ah, é uma viagem curta, não precisa”. Mas por sorte, acabei esbarrando em um blog que comentava que a imigração espanhola estava exigindo Seguro dos turistas. Por via das dúvidas, resolvi contratar e essa foi a minha sorte (ou não). Usei o site Seguro Viagem Ideal, onde você compara preços de várias seguradores e peguei o mais barato que eu achei (em torno de R$ 80 para seis dias de viagem).

O que aconteceu foi o seguinte: pouco antes de viajar, apareceu um troço na minha coxa. Não era nada de mais, parecia um pelinho encravado. Estava doendo, mas eu ignorei e fui viajar assim mesmo. Como lá era inverno, e eu tinha que usar meia e calça, estava colocando um band-aid por cima e acho que nessa de abafar o negócio ele piorou, aumentou e foi virando uma coisa meio medonha.

O ápice foi no domingo, 15 de fevereiro, quando fui para uma cidade próxima a Barcelona chamada Vilanova para ver o Carnaval de rua local. Eu estava com a Andrea, uma austríaca que conheci pelo Couchsurfing e que estava me hospedando, e vários amigos dela. Neste dia eu já estava sentindo muita dor, e depois de Vilanova nós ainda fomos para Sitges. Ali eu comecei a ter febre e não aguentei, precisei voltar para o apartamento da Andrea em Barcelona. Foi nesse ponto que eu pensei “É, tá dando ruim aqui, acho melhor ligar para o seguro”.

Liguei paro o Seguro no dia seguinte de manhã, expliquei o que estava acontecendo e eles me encaminharam para um Hospital particular chamado Quirón Barcelona.

Só que eu pensei que eles fossem, sei lá, dar uma olhadinha, uma injeção na bunda, e me mandar pra casa receitando um antibiótico. Só que não. Assim que a enfermeira viu a minha perna ela foi correndo chamar um médico e eles disseram que eu ia precisar ser internada.

Ah! E tudo isso com um detalhe: eu não falo uma palavra de espanhol! Era um embromation de portunhol quase o tempo todo, só algumas poucas pessoas arranhavam algum inglês (aliás isso aconteceu durante quase toda a viagem, em Madri e em Zaragoza também, com exceção de lugares como aeroporto e albergue). O lance é que o Seguro não estava querendo cobrir a internação, alegando Pré-existência da enfermidade. Essa foi a minha grande burrice: quando eu liguei para o Seguro, eu disse que estava com algo inflamado antes de viajar, e isso faz toda a diferença!

A doença pré-existente é aquela doença que você SABE que tem ao contratar o seguro. O que isso significa? Que se você tiver uma doença, mas não tiver conhecimento, ela não pode ser considerada pré-existente.

Mas eu não sabia disso, e daí começou o estresse. Fiquei 3 dias internada, tomando antibiótico e em observação para ver se a infecção estava se espalhando. Sendo na coxa, o risco de subir para a pélvis e atingir órgãos como o fígado e os rins eram um perigo. No primeiro dia fiquei nervosa, com medo, chorei, etc. Faz parte!

Mas no segundo dia já parecia que estava melhorando, então eu fiquei mais tranquila. Deu até pra curtir a comida do hospital (era boa!). E os meus amigos todos estavam mandando mensagens pelo Facebook e Whatsapp. ❤

comida de hospital

Frango e lasanha de legumes, tava uma delícia!

Quanto ao Seguro, uma prima minha estava em contato com eles. Eles alegaram que não iam cobrir tudo mas a minha apólice previa 600 euros de cobertura para doença pré-existente. A essa altura, o hospital estava me exigindo um depósito calção de 2.000 euros (!). E aí, como fazer? Perguntei mil vezes aos médicos se eles podiam me dar alta, mas todos insistiram que eu tinha que ficar porque era sério, se eu saísse podia ter uma complicação. E foi o Seguro que me direcionou para aquele hospital, o que eu podia fazer? Seguindo as orientações dessa mesma prima (Marcelle, minha salvadora! <3) sustentei a minha posição de “Não tenho dinheiro, minha família não pode mandar dinheiro, preciso que vocês mandem a conta para o Brasil”. De tanto bater nesta tecla, no fim das contas eles encaminharam meus dados para uma outra empresa que se encarregaria de me cobrar quando eu chegasse ao Brasil. A conta final ficou em torno de 1.800 euros! Bem, até agora ninguém cobrou nada…

alta costura, acesso e quarto

IMG-20150218-WA0072

Foto sexy e mil enfermeiras

 

Apesar do Seguro ter meio que me deixado na mão, queria ressaltar a importância de se contratar um ao viajar. Primeiro porque ele não cobre apenas situações hospitalares como também extravio de bagagem, cancelamento de vôos e coisas assim. Segundo porque, em países como os EUA, por exemplo, o sistema de saúde é MUITO CARO e não tem atendimento gratuito.

Então fica aqui a dolorosa (e cara) lição: se você tem uma super pereba na perna, procure um médico, em vez de achar que seus anticorpos gonçalenses resolverão o problema.

Em breve posts completíssimos sobre a parte divertida dessa viagem à Espanha: Madri, Zaragoza e um pouquinho de Barcelona.

 

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS:

Marcelle, minha prima que estava me dando apoio 24h e era o contato direto com a minha família no Brasil.

Andrea, que me hospedou em Barcelona, me ajudou a pedir documentos no hospital e ainda me levou biscoitos. (Ela também é mochileira e tem um blog, vai lá!)

Nadine e Nahuel, um casal que eu tinha conhecido um dia antes, me visitaram no hospital e se ofereceram para me hospedar quando eu tivesse alta.

Anúncios

3 comentários em “Seguro Viagem: Como agir na hora do sufoco

  1. HAJDKSKKSJ Fica de olho pra ver se não vão por seu nome no serasa! Essas empresas são loucas de pedra, ai um dia aparece seu nome lá sem nenhum explicação nem carta. Fikdik

  2. Sua louca!!! Primeiro tem que dar bronca: Como vc deixa um pelo encravado sem tratar? Eu tive um na virilha perto da pelvis, pequeno e já foi horrivel! Imagina abafando e tal? Pelo menos passar uma pomadinha antes quando tivesse notado a existência dele u_u.
    Fico feliz que você tenha melhorado logo ;;!! Espero que essa conta ~mysteriosa~ nunca chegue D:

    Boa sorte! Beijoos ~

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s